.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Nosso momento de queda


"É porque todos nós temos o nosso momento de queda.
 E este é o meu.
 No vácuo de mim eu me despenco. 
Porque seria preciso também abdicar de mim mesmo para novamente reconstruir-me. 
Tornar a escolher os gestos, as palavras, em cada momento decidir qual dos meus eus assumir.
 Já esfacelei meu ser, já escolhi as porções que me são convenientes, esquecendo deliberado as outras. 
E são elas – serão elas?
 – que agora se movimentam revoltadas, pedindo passagem em gritos mudos, na ânsia de transcender limites, violentar fronteiras, arrebentando para a manhã de sol. 
O tremular da chama é um aceno, convite para chegar à verdade última e íntima de cada coisa”.
"
 Caio Fernando Abreu In O Inventário do Ir-remediável 
 Bom Final de Semana
 Low

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...